A sua velocidade

Posted by in Uncategorized

3

Vivendo a toda velocidade, passando pelas coisas bonitas como se fossem meros postes de luz e nem percebendo que agora as lâmpadas da rua são brancas e não mais amarelas. Um, dois, três, quatro, cinco, dez, vinte, trinta mil anos luz à frente de todo nós e, ainda assim, sempre sem tempo, sempre em cima da hora, sempre “na correria”. Quem é que você persegue tanto? Quem é esse fugitivo invencível que não cansa, que não descansa, que não dorme nem para de correr em momento algum?

Dezenas de músicas jogadas nos K7s dentro do celular de última geração no console do seu carro, aquela máquina de voar colada ao chão, andando tão lentamente que parece até movida a passos. Quem ouviu tudo aquilo com você? Você ouviu todos aqueles hits? Clássicos dos anos 1970, 1980, 1990. Pedaços de memórias emocionais tão bem eternizadas em caixinhas de plástico coloridas cheias de refrões chiclete e frases de efeito. Quanta velocidade é suficiente para se perceber que está indo rápido demais?

Vai chegar um tempo, não muito longe daqui, depois das montanhas e das nuvens, que toda essa correria vai parar de fazer sentido. E você vai se lembrar de quem quando chegar ao fim do caminho? Quem ficou pra trás e você gostaria de ter trazido junto? Valeu a pena? Vai ter uma casa grande, ou talvez nem tão grande assim, com um quadro branco na parede com letras pretas tipo anúncio te perguntando isso todo dia pela manhã: “valeu mesmo a pena correr tanto assim?”.

Vai arder nas juntas, na raiz dos cabelos, nos lábios rachados e na pele fina o arrependimento de ter feito tanto por nada. É dinheiro que você quer? É dinheiro que vai te fazer feliz? É dinheiro o que realmente importa? Então vai lá, não vou mais tomar seu tempo. Acelera sua vida, passa fazendo vento, vendaval, furacão por quem te conhece e segue em frente, sempre mais alto, sempre mais forte, sempre além, pra morrer na solidão do sucesso. A sua juventude acabou antes de começar e você nunca vai ter a beleza, nem por dentro, nem por fora, que tem hoje.

 

foto jay lorenzo