E agora, Lígia?

Posted by in Uncategorized

0

A Lígia tem vinte anos, mais ou menos. Não sei muito sobre ela, mas pretendo me tornar um especialista nos próximos dias, semanas e meses. Eu sei que ela está na faculdade, terceiro ano, mas não sei ao certo em qual curso. Também sei que ela tem procurado estágios, mas até agora nada apareceu. Ela tinha um namorado até ano passado, mas eles terminaram porque a faculdade era muito confusa para ele conseguir manter as duas coisas. Foi o que ele disse, em um e-mail escrito com erros de ortografia digitado dentro do quarto no apartamento que ele divide com mais duas pessoas na cidade onde ele mora agora, depois de passar na federal. Não sei que cidade, nem que estado, nem que federal ele estuda, mas não é perto de onde a Lígia mora.

Ela mora com a mãe e a irmã. O pai morreu quando ela era bem pequena e a Júlia, ainda um bebê de colo. Ele era da aeronáutica, alguma coisa com patente alta, porque a pensão que ele deixou banca todas as contas e ainda sobra. A mãe ficou sozinha pra sempre depois disso e vez em quando a depressão se deita com ela na cama fazendo as vezes do marido. É triste, mas é assim que ela quer. Lígia, vinte. Júlia, quinze. Rita, quarenta e nove. Uma casa de mulheres, com conflitos femininos bem definidos, problemas femininos clássicos e questões femininas bem complexas. As três têm coisas bem importantes para fazerem com suas vidas bem comuns, mas não se deram conta disso ainda.

A mãe, assombrada pela memória do marido, replica e cobra valores rígidos e pre-históricos das filhas. Boas notas, roupas comportadas, amizades com pedigree, planos quadrados como um cubo mágico, futuros perfeitos aos olhos dos outros. Para ela as meninas só precisam viver, que o resto já está desenhado e pronto esperando que as duas alcancem cada etapa, como prêmios em uma gincana da vida. Para as meninas tudo é uma grande prisão. A mais velha que cair no mundo, quer saciar a sede e a curiosidade que sempre nortearam seus passos. A menor quer experimentar coisas intensas, de sexo a sensações de quase morte. No fim do dia, porém, estão as três juntas, apertadas no sofá de três lugares da sala, assistindo a novela e comendo doces feitos em casa.

Eu pretendo entender mais, muito mais, desse pequeno ecossistema criado na casa dessas três mulheres. É que pretendo escrever muito sobre elas nas próximas semanas e quando estiver pronto eu mostro para vocês!

 

foto noah pharrell