Memórias Utópicas

A sua velocidade

Posted by in Uncategorized

3

Vivendo a toda velocidade, passando pelas coisas bonitas como se fossem meros postes de luz e nem percebendo que agora as lâmpadas da rua são brancas e não mais amarelas. Um, dois, três, quatro, cinco, dez, vinte, trinta mil anos luz à frente de todo nós e, ainda assim, sempre sem tempo, sempre em cima da hora, sempre “na correria”. Quem é que você persegue tanto? Quem é esse fugitivo invencível que não cansa, que não descansa, que não dorme nem para de correr em momento algum? Dezenas de músicas…read more

Nossa vida daria um filme

Posted by in Uncategorized

1

A nossa vida daria um filme, mas é que a gente insiste em viver de um jeito comum, cumprindo todas as etapas que alguém disse que deveríamos cumprir para sermos alguma coisa algum dia. A gente entra na faculdade para ser uma coisa que a gente gostaria, mas na verdade a gente já é o necessário. Sozinhos, já temos tudo o que é necessário para sermos muita coisa, quase tudo, na verdade. Mas são raros os que têm coragem de sair da linha, escrever a própria sorte, abrir mão do julgamento…read more

O que a gente fez da nossa vida?

Posted by in Uncategorized

0

O que a gente fez da nossa vida? Porra, essa pergunta exige uma introdução breve. Eu morava num lugar onde a água só chegava três dias na semana e nunca eram os mesmos. Era uma agonia eterna de ter que abrir a torneira para ver se era dia de água ou não. Parecia que nunca era. A gente comia bolacha água e sal, ficava de cócoras equilibrado sobre os calcanhares e olhava o movimento da rua de cima do muro. Seis moleques, todos magros até o osso, agachados igual urubus, mastigando…read more