Memórias Utópicas

17% de bateria

Posted by in Uncategorized

1

Foi naquele instante, quando você interrompeu o banho para me olhar na porta, que eu percebi que nosso ônibus já estava sem freio, descendo a toda velocidade um barranco que não ia acabar bem. As sobrancelhas arqueadas como quem diz “sério, mesmo?”, os lábios apertados em pura desaprovação e a postura, imóvel, de quem não se da ao trabalho de mudar sequer a posição dos ombros. Virou o rosto, me reprovou com o olhar e voltou a se deitar na água quente da banheira. Estava quente ainda aquela água? Tive…read more

Você lembra dessa foto?

Posted by in Uncategorized

0

Você lembra dessa foto? Lembra de como foi esse dia, o que aconteceu antes e depois dessa imagem? Eu lembro. Foi no segundo exato em que eu te contei que estava indo embora. Logo após o flash você disse “mas você odeia Paris!” e eu ri, enquanto você colocava a alça do maiô de volta no ombro. Fim de clima. Eu juro que estava adorando aquele showzinho, striptease ao som de Amber Run, sensual até o talo, uma coisa pré-selvagem, uma troca de olhares intensa como só você consegue manter….read more

O seu último adeus

Posted by in Uncategorized

1

Se é a sua vontade, pode ir, vai. Mas antes me deixa ficar com algum pedaço seu, alguma lembrança oca, uma ilusão qualquer pra me agarrar quando a saudade arrombar a porta aqui de casa. Uma dor de saudades de você deve ser o bicho mais próximo da morte que um homem pode enfrentar sem ter morrido. Te perder é morrer sem ter direito a descanso, eu acho. É isso mesmo, acho que é isso. Então já que é pra ir, me deixa essa lembrança? Me dá sua mão. Me…read more

ops, texto temporariamente sem imagem

Na dúvida, vá de sexo!

Posted by in Uncategorized

1

Dá pra falar que um relacionamento é 50/50 entre amor e sexo, mas na real todo mundo sabe que nem sempre a divisão é certinha assim. Pensei nisso depois que uma amiga veio me falar que estava com saudades do ex-namorado, que sentia falta não do namoro todo, mas de alguns momentos, alguns hábitos que vão embora junto com a outra parte do casal que a gente manda à merda. Ela disse assim: “Sinto falta das coisas com ele. Queria ter ido à aula com ele hoje, e depois ter…read more

ops, texto temporariamente sem imagem

Uma namorada que pensa

Posted by in Uncategorized

3

Era pra ser tudo lindo, como se fosse uma bolha rósea e lisinha cheia de coraçõezinhos dentro alimentando o nosso amor perfeito. Era pra a gente se dar beijinho de esquimó, daqueles com o nariz, sabe? Era pra andar de mão dada no sol, tomando sorvete, dando risada de umas histórias bobas, rindo da vida, rindo só pra mostrar mundo que a gente se ama. Era, mas não foi assim, por que, né? Não sou criança! O problema é que nesse mundo de gente que não se basta, gente que…read more